sexta-feira, 12 de junho de 2015

DIA 19 - CONFERÊNCIA "A importância da Tauromaquia como geradora de riqueza económica"


No próximo dia 19 de Junho, sexta-feira, o jornalista de economia Diego de la Cruz, estará em Lisboa para uma Conferência subordinada ao tema: "A importância da Tauromaquia como geradora de riqueza económica", organizada pelo Grupo Tauromáquico 'Sector 1'.

O evento decorrerá numa sala na Praça de Toiros do Campo Pequeno pelas 21h.

Nascido em Santiago de Compostela mas a viver em Madrid, Diego Sánchez de la Cruz é um jornalista, analista económico e professor associado da Universidade do Instituto de Empresas.

Diego de la Cruz tem publicado imensos artigos em vários meios de comunicação como Libre Mercado (Grupo Libertad Digital) ou em La Gaceta (Grupo Intereconomía). É também colaborador em vários programas televisivos, de rádio ou sites de internet.

Em 2014 publicou “Sin Medias Tintas”, o seu primeiro livro, alcançando com o mesmo os primeiros postos da lista de vendas da Amazon.

Dirige o projecto "La Economía del Toro" cujo objectivo se centra em divulgar e enaltecer o valor económico e social da Festa dos Toiros. Diego de la Cruz tem sido inclusive presença assídua em programas e debates taurinos para desmitificar os ataques e mentiras dos anti-taurinos.

Será assim uma conferência onde não só se enaltecerá o papel da Festa dos Toiros na economia em geral como também nos fortalecerá de argumentos válidos para que continuemos nesta defesa por algo tão nosso.



Conheça mais sobre Diego de la Cruz - AQUI

Veja alguns dos principais artigos publicados em La Economia del Toro - AQUI


terça-feira, 2 de junho de 2015

Inaugurado o Museu do Campo Pequeno

A Tauromaquia Portuguesa está a partir de hoje mais rica com o fantástico Museu que pode a partir de agora ser visitado na Praça de toiros do Campo Pequeno. 
Proporcionar ao visitante uma incursão pela tauromaquia desde as manifestações de arte rupestre até aos nossos dias, é a principal proposta que o Museu do Campo Pequeno, inaugurado terça-feira.
O novo Museu do Campo Pequeno adopta o mote "Viver a História" destacando com isso o facto de pretender ser para os seus visitantes uma forma de estes poderem viver a história do icónico edifício do Campo Pequeno. 
Dispondo de duas salas históricas, duas salas temáticas (forcado e toiro) e uma sala multimédia, o museu vem enriquecer a oferta cultural de Lisboa. 
Situado no segundo piso do torreão principal, o acesso é feito pela porta principal da praça.
O acervo do Museu conta com cerca de 1000 peças distribuídas por diversas tipologias e que permitem contar a História da Tauromaquia.  O Museu reúne peças provenientes essencialmente de duas origens: o antigo museu do Campo Pequeno, o Museu Batista Duarte, e parte do espólio do Grupo Tauromáquico 'Sector 1' cedido em regime de depósito.
Pode ser visitado pelo público a partir de quarta-feira, diariamente das 10h às 13h e das 14h às 19h.
Nos dias de corrida, o horário de visita alarga-se até às 20h.
O preço da vista é de três euros, podendo chegar aos cinco euros caso inclua a visita à arena. Para maiores de 65 anos e estudantes, os preços descem para dois e quatro euros, respectivamente, enquanto para menos de 12 anos, as visitas são grátis. 
Também os sócios do G. T. 'Sector 1' terão entrada gratuita neste Museu.